Blog

O que fazer com o vidro que não será mais utilizado?

por Massfix, 15 de Março de 2018
vidros

A pergunta que não sai da cabeça de muitos profissionais vidreiros tem uma resposta muito simples, na realidade são diferentes opções para o descarte de cacos e pó de vidro. Abaixo apresentamos algumas delas:

Quais processos geram sucata?

Cacos

Todo vidro que não pode ser mais utilizado no processo é considerado sucata. Como por exemplo:

  • Pedaços que sobram do processo de corte que não possuem tamanho adequado para serem aproveitados;
  • Cacos que surgem de quebras durante a lapidação, furação ou no forno de têmpera;
  • Baixa qualidade da matéria-prima;
  • Peças enviadas pelos fabricantes de vidro que não estão de acordo com o pedido realizado.

Pó de vidro

É gerado durante dois processos:

  • Lapidação — polimento das bordas da peça;
  • Furação/recorte — feitos para o encaixe de ferragens e acessórios.

 

O que fazer com os cacos?

Reciclagem

É a melhor opção e escolha de inúmeras processadoras no Brasil, além de atender às normas ambientais de destinação, gera receita e possibilita a reutilização do vidro, economizando recursos naturais.

  • Como fazer?

Para isso, é necessário entrar em contato com uma empresa especializada. Que irá coletar, tratar e destinar o vidro.

  • Qual o destino? “Atualmente, grande parte dos nossos volumes se destina à fabricação de float ou embalagem”, comenta Juliana Schunck, diretora da Massfix, uma das maiores empresas de reciclagem de vidro no País. “Entretanto, também destinamos para outros segmentos, como sinalização viária, jateamento e cerâmica.”
  • Vantagens

Em relação ao custo-benefício, a coleta é a melhor forma de reuso da sucata.

 

Retornar ao fabricante

Algumas fabricantes de vidro nacionais possuem programas para que seus clientes retornem os cacos.

 

Bolsa de Resíduos da Fiesp

 A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) possui, desde 2002, uma solução para fazer com que as empresas lucrem com a venda e compra de material descartado. Trata-se da Bolsa de Resíduos, um serviço gratuito: basta se inscrever no site www.fiesp.com.br/servicos/bolsa-residuos-fiesp e cadastrar sua sucata. Assim, outras empresas poderão ver seu anúncio e entrar em contato.

 

Vidraceiros: como eles descartam

Vidraçarias também geram sucata, porém em menor quantidade. Para elas, o descarte não tem segredos: o vidro deve ser levado a aterros ou coletado por empresas de reciclagem. Algumas processadoras oferecem parcerias para a coleta, separando caçambas especiais para o vidraceiro descartar seus materiais. Portanto, vidraceiro, pergunte ao seu fornecedor se ele recolhe sucata.

 

O que fazer com o pó de vidro?

O material deve ser tratado antes do descarte. Para isso, a empresa precisa ter uma central de tratamento de água.

Pó de vidro é reciclável? Hoje, para a indústria vidreira, o pó não tem serventia. Porém, estudos apontam que ele pode ser usado como matéria-prima de argamassas e cerâmicas.

 

O que a legislação diz sobre o descarte de resíduos?

A principal lei brasileira a tratar do assunto é a 12.305/10, que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), que define diretrizes para o combate à poluição. A implementação da logística reversa pela indústria é abordada na PNRS, assim como outros objetivos fundamentais:

  • Redução na geração de resíduos;
  • Reutilização, reciclagem e tratamento;
  • Disposição final adequada de rejeitos (materiais que não podem ser recuperados).

Fique atento, o descarte ilegal de resíduos sólidos é crime ambiental.

Fonte: ABRAVIDRO


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/massfix/www/wp-includes/functions.php on line 3729

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/massfix/www/wp-includes/functions.php on line 3729